Brisa Ramos: "Para muitos, falar sobre a violência contra a mulher não é conveniente"

 

Linda, atriz e modelo, já foi Musa do Cruzeiro Futebol Clube, participou de vários comerciais de TV, seriados da Rede Globo como Subúrbia e do programa Zorra Total. Uma mulher dedicada ao que faz, Brisa Ramos é madrinha da Campanha STOP criada pela ONG Essas Mulheres que visa combater a violência contra a mulher. É com delicadeza que ela conta um pouco de sua trajetória e suas conquistas.

Foto: Brina Ribeiro

Brisa, você é modelo e atriz, nos conte como surgiu a vontade de dedicar a este universo?

 

Primeiramente eu gostaria de agradecer a oportunidade de estar aqui com vocês nessa edição. É muito gratificante pra mim, poder vir aqui expor algumas das minhas opiniões e falar da minha carreira.

 

Na realidade eu nunca soube explicar de onde surgiu a vontade de modelar. Eu me achava uma criança e adolescente feia, nenhum pouco fotogênica, até que, por volta dos meus 23 anos, um fotógrafo me viu em uma rede social e propôs de fazermos umas fotos sensuais. Através dessas fotos ele me inscreveu no concurso Musa do Brasileirão e foi daí que tudo começou a acontecer. Desde então eu descobri que eu poderia ser outras pessoas enquanto fotografava e isso me fascinava. Poder viver personagens e passar mensagens através delas é algo sensacional pra mim. Naturalmente, a vontade de atuar aflorou e eu fui ficando cada vez mais dependente em viver de arte.

Brisa Ramos -  Fotos para o Musa do Brasileirão como Musa do Cruzeiro Futebol Clube

Fotos: Rafael Antonio

Dos papéis que já interpretou como atriz quais você cita como importantes em sua carreira? 

 

É difícil citar apenas um, porque todos os papéis acabam sendo muito importantes da construção de um ator.

 

Talvez eu citaria a viciada em crack que eu interpretei em um comercial de uma ONG do Rio de Janeiro, porque foi uma personagem que conseguiu mostrar que eu não sou apenas uma mulher bonita na tv. Eu me desconstruí totalmente para esse trabalho e consegui provar que eu sou uma atriz versátil. 

Campanha da ONG Viva Rio

Brisa Ramos atuando na minissérie Subúrbia e na Zorra Total da Rede Globo

Como modelo, você já foi Musa do Cruzeiro Futebol Clube, como você enxerga seu crescimento nesta carreira?

 

Foi através do concurso que tudo começou a acontecer na minha carreira. Como eu disse anteriormente, eu nunca pensei em modelar. Graças a Deus as oportunidades foram surgindo. Infelizmente, hoje o concurso deixou de ter a expressão que ele tinha, mas revelou muitas modelos lindas.

Fotos: Rafael Antonio

Em 2015, você se tornou madrinha da Campanha Stop promovida  pela ONG Essas Mulheres mostrando o repudio e sua luta contra a violência contra as mulheres, como, você como vítima de violência, encara a necessidade de conscientização da sociedade diante deste crime tão comum?

 

Na minha opinião, esse assunto ainda não é tão discutido quanto deveria. Claro que, com as redes sociais, as pessoas começaram a se manifestar mais e isso fez com que as campanhas contra a violência à mulher crescessem. Mas eu sinto que para muitos, falar sobre isso não é conveniente. Ainda vivemos em uma sociedade machista, em que as próprias mulheres buscam justificar as atitudes erradas dos homens. É triste ouvir ou ler certas coisas, principalmente vindo de mulheres. É como se nossa luta estivesse sendo em vão. Mas eu sempre penso que não podemos desistir, porque sempre terá alguma mulher que será encorajada a denunciar uma agressão, porque viu que não está sozinha.

Fotos: Brina Ribeiro

Quem é Brisa Ramos, quais seus sonhos, projetos e qual recado deixa para os leitores da Revista Digital Tendência Inclusiva? 

 

Dizer quem sou eu é sempre tão difícil! rsrs... Principalmente quando se vive em constantes mudanças. Mas hoje eu posso dizer que sou uma mulher muito mais forte, mais otimista, determinada e que continua vivendo de sonhos, mas aprendendo a colocar os pés no chão, o que é muito importante!

 

Para 2016 eu pretendo continuar focando na minha carreira de atriz. Aliás, em abril, estreia a segunda temporada da série Os Suburbanos, na Multishow, onde eu farei uma participação muito legal.

 

Além dos meus trabalhos como atriz, estou bastante empenhada na administração do meu Instablog @momentobrisareal (www.instagram.com/momentobrisareal) e logo no Blog Momento Brisa, onde teremos uma coluna semanal tratando apenas de assuntos voltados à violência contra a mulher.

 

E para todos vocês, eu gostaria de deixar uma frase que eu acho que faz muito sentido na vida de qualquer pessoa: "Aquilo que não me mata, me fortalece." É exatamente assim que devemos nos sentir ao enfrentarmos qualquer tipo de problemas. Devemos nos tornar cada vez mais fortes e sempre tentar tirar o lado bom de tudo. Eu aprendi que o otimismo diminui as dores. E muitas vezes, os problemas aparecem em nossas vidas, para nos tornarem pessoas melhores. Tudo depende do nosso olhar. 

Fotos: Rafael Antonio

por Adriana Buzelin em 25/01/2016

 

Fotos e release: Arquivos do Entrevistado

 

 

 

Copyright © 2014 - 2019 Tendência Inclusiva

Todos Direitos Reservados