Nathalia Linari: a descoberta da autoestima.

por Lícia Lima

Nathalia é linda. Pedagoga e lutadora de kickboxing.  Atua como militante em prol dos animais abandonados. Nesta entrevista dada para Tendência Inclusiva fala um pouco de como conquistou a autoestima após ter tido um problema de saúde que mudou sua vida e a forma de enxergar seu corpo.

O que te motivou a tirar as fotos que apresentamos neste ensaio?

 

Entre os anos de 2010 e 2011 tive um problema de ovário que me engordou 30 quilos e com isso minha autoestima que sempre foi alta ficou muito baixa. Nunca fui magrinha mas eu estava completamente diferente. Amava sair para dançar, correr e o peso sobre os joelhos não permitia mais. Fiquei muito triste. Enfim passado o momento de angustia comecei a correr atras do prejuízo, entrei para a academia, comecei a fazer musculação todos os dias, fazia caminhada e conheci um endócrino espetacular chamado Dr. Bernardo Freire. Perdi em um mês 5kg, no outro mês 3kg e comecei a tomar gosto pela coisa. Em uma das séries de UFC transmitidas pela Globo, me apaixonei e falei: quero fazer aquilo ali. Procurei um professor, cai nas graças do melhor professor do mundo que se chama Paulo Guerra. Ele me ensinou não somente a ''bater'' como a respirar e ter calma. Comprei um pacote de fotos com a fotógrafa Mariana Neto, mas como estava fora do peso estipulei uma meta comigo. Quando perdesse 20 quilos faria as fotos. Queria alguma coisa algum tema que tivesse alguma relação comigo com o que eu gostasse. Juntos, eu Mariana e Paulo, tivemos a ideia da academia de luta! Comecei o ensaio travada, com vergonha e quando vi o resultado me deu um up. Porque mesmo não estando no corpo ainda que um dia estive, vi que eu era linda e apaixonei mais ainda comigo. Foi a minha superação. Primeiro passo para a minha superação foi emagrecer. Não emagreci para as pessoas, foi o meu momento e tudo ao meu tempo.

Quais os benefícios que o Kickboxing trouxe para você?

 

O kickboxing me trouxe calma e paz interior, sempre fui muito agitada e ansiosa. Como sempre digo existe uma Nathalia antes e após a luta. Antes sofria dias para qualquer coisa, hoje não, sofro depois se não deu certo, consigo esperar mais as coisas e pouca coisa me tira do sério. Nem TPM eu tenho mais. A lógica da luta é essa mesmo. Qualquer atitude precipitada e não pensada pode levar ao erro, afinal de contas, como na vida a luta depende de outras pessoas.

 

Você é engajada na causa animal. Já apadrinhou um cão de um abrigo em Belo Horizonte? Desde quando surgiu este interesse?

 

Nunca apadrinhei animal de nenhum abrigo.  A Kika minha linda "cãopanheira" de vida foi presente de um aluno a 11 anos atrás. Era um aluno da Pedreira Prado Lopes, então ela foi apadrinhada! No mais, sempre que posso estou ajudando abrigos com sorteios, remédios, dinheiro tudo dentro dos meus limites.  Sempre amei animais e aprendi, desde cedo, com minha mãe a respeitar qualquer forma de vida. Hoje através da internet tudo ficou mais visível e com isso a covardia com os animais. Não tem como não se importar.  Acredito também que muitas pessoas se esfriaram em relação a muita causa inclusive essa e já que tem gente se esfriando Deus da uma força suprema para a outra parte no qual faço parte. Existe muita gente boa no mundo, mas infelizmente o que vende notícia é a crueldade.

 

Já participou de manifestação em prol dos animais?

 

Já participei de duas passeatas e de duas assinaturas uma delas para criar a delegacia em prol dos animais.

 

 

Depois das fotos, você mudou seu estilo de vida?

 

As fotos foram uma consequência de uma mudança de vida, apesar de ter ganhado alguns quilos. Durante esse ano descobri uma coisa: nunca mais quero voltar a ser o que era e, com as fotos, eu aprendi que se eu voltar a emagrecer não haverá problema pois eu tenho beleza interior e um sorriso MARAVILHOSO. O peso a gente arruma, sou saudável e isso eu não abro mão de forma alguma.  Aprendi que, às vezes, não estamos muito bem mas a fotógrafa e a make podem ajudar....  Adaptei ao esporte também, às vezes financeiramente  não podemos nos dedicar a tudo porque dieta e atividade física não ficam baratos, às vezes não podemos nos dedicar a uma academia, mas podemos fazer uma caminhada pois é prazeroso observar pessoas diferentes passando por você e respirar um pouco. A vantagem da luta é que, como a ioga, pode-se levar você a treinar sempre. Aprendi também, após as fotos, que se estiver feliz serei maravilhosa e não importa o peso.

 

Qual a mensagem que você pode passar para os leitores quanto à autoestima?

 

A mensagem que deixo é a que digo sempre para amigos: você conseguiu nascer sem faltar nada agradeça a Deus sempre. Abra os olhos pela manhã e agradeça por ele ter aberto, começar o dia com gratidão é sempre o melhor negócio. A palavra e o pensamento têm poder. Não estou todos os dias dando gargalhadas, tem dia que isso não existe afinal de contas brincar de Pollyanna no Jogo do Contente é muito difícil, mas devemos tentar.  Hoje não está bem, amanhã melhora.  Como diz a música SOU FELIZ E AGRADEÇO POR TUDO QUE DEUS ME DEU.  Você não está feliz com você? Mude e comece hoje, nunca amanhã. Emagrecer? Não é uma obrigação  e se não tem uma enfermidade basta fazer uma reeducação alimentar e atividade física. Não é passe fome, pois quando pensar em passar fome lembre-se que comer ainda é um dos únicos prazeres que nos restam.  Mude por você, não por ninguém, pois as pessoas te conheceram assim e se afaste de quem apenas olha o seu físico, afinal essa pessoa não te merece. Olhe no espelho por mais difícil que seja e repita: eu sou muito bonita.  Faça planos! Não para amanhã, mas a longo prazo.  Assim como quem quer comprar uma casa, afinal ninguém acorda e fala estou indo ali comprar uma casa. Exige planejamento, um dia após o outro, tempo o resultando vem quando você começa a se aceitar e quando você se aceita você se apaixona por você mesmo. Quando você chega nesse estágio todo mundo que já está ao seu redor estará encantado com por e você foi a última a saber. Saiba: tudo na vida tem um jeito.

 

 

"A para mim a autoestima significa muito. Sempre fui uma pessoa com ela elevadíssima tanto que quanto ela abaixou e eu me senti para baixo, me senti mais assim porque não conseguia elevá-la. Acredito que a beleza vem de dentro quando a pessoa é linda por dentro isso, tudo reflete por fora. A pessoa que tem a beleza de alma é linda de qualquer forma!" 

Modelo: Nathalia Linari
 

Foto: Mariana Neto

 

 

por Lícia Lima em 13/11/14.

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020