• Tendência Inclusiva

QUANTO MAIS IDADE, MENOS MAQUIAGEM


Coluna de Alissa Hissa

Quanto mais idade, menos maquiagem: ''esse é o segredo para valorizar a beleza depois de um certo tempo".

O desejo de camuflar as ruguinhas e imperfeições que aparecem com o passar do tempo, faz com que a maioria das mulheres mais velhas erre na mão e acabe usando uma quantidade de produto além do necessário. O resultado, muitas vezes, tem efeito contrário. Em vez de disfarçar, evidencia ainda mais os sinais, bolsas e pálpebra caída.

Outros deslizes Depois da quantidade exagerada, campeã dos enganos cometidos na idade madura, os erros mais comuns são o uso de cores, cintilância e texturas inadequadas. Escolha produtos mais fluidos.

Na preparação da pele é fundamental utilizar produtos bem leves, para não deixar a cútis pesada. Quanto mais espessa a base, mais vai marcar e deixar as rugas aparentes. A textura em pó é um perigo, o pó compacto por exemplo, tem que ser usado em último caso, já que até na pele mais jovem não fica muito natural. Na pele madura o pó tende a deixar as linhas de expressão evidentes, pois depois de um tempo, após ser aplicado, começa a craquelar e marca ainda mais as rugas. Sobre as cores, cor e brilho chamam a atenção e denunciam sinais profundos e flacidez, os tons opacos são mais discretos, elegantes e disfarçam melhor.

Truques infalíveis Para ajudá-la na prática a disfarçar os sinais da idade, atendendo mulheres com mais de 50 anos. A seguir, dicas úteis e fáceis de executar.

Pele

A mulher mais velha deve priorizar itens de maquiagem com tratamento. Uma base com ativos anti-idade e efeito lifting, por exemplo, trata e disfarça imperfeições.

Durante os cuidados de limpeza, não utilizar produtos muito adstringentes. "Ao tirar demais a oleosidade natural da pele, ela fica muito seca, e quanto mais ressecada estiver, menos elástica e flexível ficará para receber os produtos, como base e corretivo, comprometendo o resultado".

Olhos

As sombras devem ter efeito matte, os cintilantes chamam a atenção para a flacidez e volume das pálpebras. Além disso, o brilho pode deixar a pele com um aspecto envelhecido. O certo é esfumar bem a sombra no canto externo dos olhos, pois quanto mais marcada for a sombra mais aparece a flacidez.

A máscara para cílios é uma grande aliada das mulheres com mais idade, já que os cílios caem com o tempo. O ideal é caprichar no canto externo dos cílios superiores – quando as extremidades do olho estão com os cílios mais curvados e com mais volume dá impressão de olhos menos cansados. Na parte inferior dos olhos é melhor usar com parcimônia, senão pode acabar deixando o visual pesado e os olhos caídos, anulando o belo efeito dos cílios superiores.

Outra opção para driblar os cílios ralinhos são os cílios postiços. Eles dão uma levantada no olhar e disfarçam o volume das bolsas, além de camuflar também pálpebras caídas. É possível aplicar cílios pré-permanentes que duram de 15 a 20 dias e não é difícil de encontrar.

O delineador também é indicado para disfarçar pálpebra caída. O efeito é lindo, e fica ainda mais bonito com cílios postiços. Levanta o olhar.

O desenho definido das sobrancelhas deixa o olhar expressivo. Basta preencher as falhas com um pincel chanfrado e sombra (da cor mais próxima ao tom natural da sobrancelha). Mas não pode pesar a mão ao fazer esse preenchimento, porque sobrancelhas muito escuras causam efeito contrário, envelhecem.

Boca

Priorize a boca, mais que os olhos. Antes de passar o batom aplique um lápis de contorno labial cor de boca, ele evita que o batom escorra e realça o desenho dos lábios. Nessa fase da vida o batom deve ser sempre opaco, sem brilho.

Os tons nudes caem melhor para os lábios finos, típicos da idade madura.

Maçãs do rosto

Blush mineral (que não contém talco e tende a ressecar menos a cútis) em tons clarinhos, como pêssegos e rosinhas, ou bem próximos à cor da pele, disfarçam a flacidez das bochechas e trazem leveza à maquiagem. Aqui também vale a regrinha do efeito matte, nada de blush com brilho.

o "efeito porcelana".

Alissa Hissa



© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020