• Tendência Inclusiva

SOBRE ANJOS E DEMÔNIOS


Coluna de Rafa Coelho

Abril de 2015 ficará marcado para sempre na história da moda contemporânea. Verdades “absolutas” impostas por marcas de roupas de renome começam a cair, e as novas faces da moeda estão sendo cultuadas e propagadas com grande fervor.

Quem acompanha o mundo da moda e dos famosos já ouviu falar da icônica marca de underwear norte-americana Victoria’s Secret, e também do esperado show anual da marca, que apresenta desfile de modelos com o mesmo padrão corporal. Bem “enxuto” e com seios fartos, e um acessório bastante simbólico sobre os ombros e as costas das moçoilas: asas de anjo. As “Angels”, como são conhecidas as garotas, são consolidadas como as detentoras do corpo perfeito.

A mensagem subliminar que o adereço sugere é bem clara: quem não carrega esse padrão corporal está na contramão da “aura” celestial. Antagonicamente falando, são demoníacas. E o que nos vem a memória quando lembramos de demônios? Algo feio, sujo, terrível!

Será?

A marca Cacique, braço underwear da gigante Lane Bryant, ousou questionar esses critérios de perfeição, e lançou a campanha #ImNoAngel (#NãoSouAngel), com um respeitável time de modelos plus size, em padrão corporal muito distante das “Angels”, mas não menos belo.

Pois, libertemos os nossos demônios! Com licença poética ao grande Shakespeare:

“Há mais mistérios entre os céus e a terra (inferno no nosso caso) do que sonha nossa vã filosofia”

Rafa Coelho


Foto : Cassiano Grandi / Beleza: Cassiano Grandi/ Jaqueta :

Kalandra/ Hot pant : Lupo para Água Fresca


Modelo: Silvia Neves / Beleza e Foto: Cassiano Grandi


Campanha #ImNoAngel (Foto: Reprodução/ Instagram)


© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020