• Tendência Inclusiva

SOMOS TODOS PEDESTRES


A mobilidade nos centros urbanos, com o crescimento desorganizado das cidades, prejudica o cidadão e dificulta a obediência em seguir às leis do movimento.

O pedestre, ou aquele que anda a pé, enfrenta a cada dia a complexidade do trânsito. Em meio a veículos automotores tem a relutância em se deslocar em trechos de ruas e avenidas, devido à falta de educação no trânsito. Os condutores de veículos automotores dominam e desrespeitam, principalmente nas capitais brasileiras, os pedestres. Tirando a segurança de todos para atravessar as vias. Avançando sinais, não obedecendo à faixa de pedestres e não considerando que o ser humano é soberano no trânsito.

Em muitos casos a imprudência dos cidadãos também contribui para este caos.

Os vários tipos de pedestres (crianças, idosos, portadores de necessidades especiais e animais soltos) sofrem em grau maior com a insegurança no trânsito. Em vários motivos como: a falta de sinalização, a falta de passarelas, semáforos, passeios com o meio fio rebaixado nas faixas de pedestres e o monitoramento de agentes policiais.

Somos todos pedestres, mesmo quem é condutor. É preciso refletir como é importante ser prudente ao trânsito.


#franciscodeassis

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020