• Tendência Inclusiva

MEDITAÇÃO DIRIGIDA: AQUIETANDO AS ONDA MENTAIS


Você tem dificuldade em se concentrar?

Está passando por sérios problemas?

Dificuldade em controlar o mau humor?

Sofre de ansiedade?

Depressão?

Pânico?

Não consegue firmar o pensamento?

Sente-se cansado, esgotado, no limite? Vive sob forte pressão, tensão e stress?

Sente que não tem sido uma boa companhia para os outros e nem para si mesmo?

Permita-se vivenciar essa experiência.

Você vai se surpreender com o resultado!

A meditação consiste na prática de focar a atenção frequentemente formalizada em uma rotina específica. Há dados históricos comprovando que ela é tão antiga quanto a humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em várias culturas diferentes e recebeu vários nomes, floresceu no Egito (o mais antigo relato), Índia, entre o povo Maia, etc.

Apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade e essa prática, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso.

A palavra meditação vem do Latim meditare, que significa "voltar-se para o centro" no sentido de desligar-se do mundo exterior e voltar a atenção para dentro de si.

Existem muitos tipos de meditação. Não existe o melhor nem o pior. Existe aquele com que você se adapta, então esse é o melhor.

Não se preocupe em saber a perfeição de como deve ser o ponto a ser atingido ou qualquer outra situação. Apenas permita-se estar em paz, com a mente quieta, com o coração tranquilo e em completo silêncio interior por alguns instantes, focado(a) na orientação da meditação dirigida para a direção do relaxamento mental e corporal.

A mente é como um animal selvagem que precisa ser domado para obedecer.

Cada pessoa deve praticar a meditação respeitando seus limites, ou seja, começar praticando técnicas dirigidas e à medida que passa a se concentrar com mais habilidade passa a praticar individualmente, mantendo, se possível, o hábito saudável de fazer parte de um grupo de meditação.

Ao praticar a meditação entenda que seu único objetivo deve ser silenciar a mente, parar com a agitação mental e com a sucessão de pensamentos que normalmente ocorre.

Você não entrará em outro estágio que não o da consciência. Você permanecerá lúcido(a), porém, em estágio meditativo. Quanto mais se pratica a meditação, mais a mente vai se aquietando e mais perto estaremos de alcançar a tranquilidade e a paz interior.

Costumo dizer aos meus clientes e alunos que o maior crime que alguém pode cometer contra si próprio é permitir que a insatisfação seja a protagonista da sua história.

Dê o primeiro passo. Junte-se a um grupo de meditação e participe das reuniões mensais. Depois, quinzenais. Depois, semanais. E depois comece praticando individualmente todos os dias.

Quanto tempo se leva entre o 1º passo e a prática diária? Isso é muito singular... é o tempo da resistência ao novo que cada um se impõe... "Viver é afinar um instrumento... de dentro pra fora, de fora pra dentro..."

Que na próxima edição eu lhe encontre em paz!

Krishnaya


#krishnaya

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020