• Tendência Inclusiva

A QUIROPRAXIA PODE MUDAR SUA VIDA!


Quando fui convidado a escrever para a Tendência Inclusiva, não sabia, ao certo, que tipo de assunto abordar. Após pensar em várias possibilidades, lembrei-me de uma dor de cabeça/enxaqueca, terrível e contínua, que me atormentou por mais de 15 anos. Não passava um dia sequer, sem que ela me acompanhasse; 24 horas por dia, 7 dias por semana. Nessa caminhada, tomei remédios, fiz exames e consultei diferentes profissionais, o que infelizmente não resultou em cura.

Descobri a quiropraxia pela indicação de um fisioterapeuta, que me enviou a São Paulo para fazer tratamento com um profissional graduado em quiropraxia. Este foi o milagre que me trouxe de volta a uma vida normal e sem dores!

Portanto, pensei em dividir minha experiência e aqui vão algumas dicas importantes para que você possa se cuidar e melhorar sua condição de saúde e qualidade de vida!

  1. Mantenha sua coluna em movimento! Não importa o que faça, preste atenção na sua postura. Aquela dica dada a modelos também deveria se aplicar a nós todos: peito pra frente, ombros pra trás, barriga pra dentro e bumbum pra trás! Apesar dos séculos de evolução da humanidade, nosso corpo ainda não está 100% ajustado às nossas necessidades de trabalho do século 21. O ser humano nasceu pra se movimentar e não para ficar sentado – que é a postura mais utilizada por trabalhadores do mundo inteiro. Sentamos no mínimo 1/3 das horas do dia – e isso só no trabalho. Se esta fosse a melhor postura para o nosso corpo, não sentiríamos dores, após um longo dia de trabalho ;-)

Dica: Levante, tome uma água, alongue, mude a mão que controla o mouse, tome água de novo, vá ao banheiro, retoque a maquiagem, qualquer coisa que movimente o seu corpo e te obrigue a adotar uma postura que não seja sentado.

2. Eu sinto dores todos os dias e só tenho vontade de ficar deitado. E AGORA? Quando o corpo está doendo, é um sinal de que as coisas não vão bem. O repouso é necessário e muito bem vindo, desde que não seja o dia todo. Pessoas que sentem dores tendem a ficar um tanto quanto depressivas e querer deitar o tempo todo. O que elas não sabem é que se manterem deitadas, provavelmente, piorarão suas dores.

Dica: Descanse, mas mantenha a coluna em movimento. Duas horas de descanso é bastante razoável. Tome coragem, mesmo com dores, e vá fazer alguma outra atividade... movimente-se! O seu corpo vai agradecer!

3. Eu tomo remédios para a dor, mas ela nunca passa. A dor nunca passa mesmo quando toma remédios? Na minha opinião, se os remédios não servem o seu propósito, não há lógica de continuar com seu uso.

Dica: Converse com seu médico e divida a ideia de largar os medicamentos para dor, caso não façam efeito. O médico pode trocar a medicação por outra mais adequada ou concordar que não há necessidade de continuar com ela. Mas uma coisa é certa: se a dor não está aliviando, é porque a causa não está sendo tratada adequadamente e é necessário mudar o tratamento. Nota: eu sou muito a favor do uso de remédios – eles podem ser grandes aliados do seu bem-estar. Mas sejamos sagazes para ponderar o quanto eles realmente contribuem para a melhora. Afinal, toda medicação, mesmo uma simples aspirina, traz riscos e efeitos colaterais.

4. VÁ AO QUIROPRAXISTA. Sei que a quiropraxia não é a resposta de todos os seus problemas, mas ela é uma grande aliada de quase todos os tipos de tratamento – em especial o tratamento de dores. Foi o que melhorou a minha vida, virou meu mundo de ponta-cabeça e hoje é a minha grande paixão.

Nas próximas matérias vamos discutir mais sobre saúde, bem-estar e quiropraxia. Em caso de dúvidas, podem me escrever.

Cley Jardeweski

Revisão: Sílvio Carvalho


#cleyjardeweski

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020