• Tendência Inclusiva

"Ô ABRE ALAS QUE EU QUERO PASSAR"



Mesmo diante da ampla divulgação da mídia do Brasil e do mundo dos desfiles das escolas de samba que alegram e encantam os foliões com suas contagiantes baterias, com seus suntuosos carros alegóricos, com suas animadas passistas, com suas porta-bandeiras e mestres-salas, os blocos carnavalescos de rua são também uma manifestação bastante tradicional e popular entre os brasileiros de todas as idades.

O bloco carnavalesco geralmente constitui uma agremiação e pode ser entendido como um conjunto de pessoas que desfilam pelas ruas de forma semiorganizada, muitas vezes trajando fantasias ou vestidas do modo que mais lhe agradar. Alguns blocos têm seu próprio abadá, - uma camisa estampada com cores que permitem aos participantes se identificarem no bloco-, mas a grande maioria dos blocos de carnaval tem apenas a finalidade de ir juntando mais foliões por onde passar.


Inclusão no Bloco Do Fico

Foto: Luciana Firmino

Há vários tipos de blocos, porém os mais populares são aqueles que percorrem as ruas acompanhando uma animada bandinha de músicos ou um trio elétrico que é um grande caminhão equipado com uma poderosa aparelhagem de som, potentes geradores e um moderno palco onde os artistas e bandas se apresentam cantando e tocando diversos ritmos brasileiros dentre os quais se destacam as antigas marchinhas carnavalescas e os sambas-enredo das escolas de samba.

É diversão garantida ou seu sorriso de volta! E foi nesse ritmo de alegria e descontração que o Bloco do Fico percorreu no sábado, (30/01), as ruas do tradicional bairro do Ipiranga, em São Paulo.


Passistas, passista mirim e a porta-estandarte do Bloco do Fico.

Foto: Luciana Firmino

Fundado em 9 de janeiro de 2015, o nome Bloco do Fico faz alusão a data em que se celebra o aniversário do “Dia do Fico”, importante fato histórico que ocorreu em 09 janeiro de 1822, quando o príncipe regente Dom Pedro I não acatou as ordens da corte portuguesa para que retornasse imediatamente à Lisboa e bradou: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico".

Com o tema “Carnaval como Antigamente”, o Bloco do Fico distribuiu alegria por onde passou e a sua corte composta por belas musas, rainhas e princesas abrilhantou ainda mais a folia, que esbanjou descontração e animação aos jovens, as famílias, as crianças, os idosos e as pessoas com deficiência que se divertiram com segurança e respeito.


Presidente Jamil Jorge do Bloco Do Fico.

Foto: Luciana Firmino

"Diga espelho meu se há na avenida alguém mais feliz que eu". Fiel ao espírito de evento aberto e gratuito, os blocos carnavalescos não esperam fevereiro chegar para ganharem as ruas e assim enaltecer o Carnaval brasileiro, essa festa popular esplendorosa que, sem dúvida alguma, é o maior espetáculo da terra.

Ivone de Oliveira (Gata de Rodas)

Revisão: Sílvio Carvalho

#ivonedeoliveira

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020