• Tendência Inclusiva

DIVERSIDADE E INCLUSÃO NO MUNDO DA MODA


Quando falo de diversidade e de inclusão, falo de aceitação das diferenças.

Abrir espaço no mercado de trabalho para pessoas fora do estereótipo exigido pela sociedade, sejam elas com ou sem deficiência, é dar-lhes o direito de cumprirem as mesmas tarefas que as demais, com respeito às necessidades particulares de cada indivíduo. Porém, para isso acontecer, é preciso estarmos capacitados. E essas diferenças praticamente desaparecem quando nos apoderamos da capacidade.

Esconder as diferenças para inserção no mercado de trabalho ou não respeitá-las é fugir do incluir, do aceitar, e, principalmente, do entender que existe espaço para todos, apesar de todo o contraste. Afinal, é direito de todos estarem incluídos na sociedade.

Quando falo de moda inclusiva, ressalto muito que os estereótipos são cultuados como se fossem a perfeição. Roupas feitas em série, sem se pensar nas diferenças que cada pessoa possui, tomam conta do mercado da moda, sem a percepção de que cada ser humano tem suas particularidades. A moda inclusiva está aí para mostrar que, mais do que nunca, é necessário abrir os olhos para diversidade. Não adianta ocultar o que parece não ser belo para se inserir no mercado. Temos que mostrar, escancarar e fazer sermos entendidos e admirados.

Afinal, o mundo é diverso!

Adriana Buzelin

Revisão: Sílvio Carvalho


Modelo: Adriana Buzelin / Beleza: André Lima /

Roupas: Lu Henriques / Acessórios: Gisele Bijoux

Locação: Estúdio Cachaça Brava / Foto: Kica de Castro

#adrianabuzelin

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020