• Tendência Inclusiva

AH! DEPOIS EU FAÇO!


- Ah, que maravilha, 5 minutinhos a mais na cama ....

- Ah não, é muita coisa, faço depois ...

- Mas para que perder tempo fazendo isso agora?

- Ah, depois eu faço !!!

E o depois chega, e não está feito.

A procrastinação tem muitas vertentes. Ela pode se originar na preguiça, no desleixo, na falta de foco em algum assunto, na falta de propósito na vida, e na péssima mania de “empurrar com a barriga” e fazer tudo mais ou menos.

E quem faz mais ou menos, não faz. Não existe resultado mais ou menos: ou algo está feito como deve, ou não está.

A procrastinação só existe quando há um dever a ser cumprido: um trabalho da faculdade, um relatório para a empresa, etc. Geralmente preferimos fazer aquilo que nós dá prazer imediato. Se precisamos montar o roteiro de uma viagem, é pra já. Se formos chamados para uma festa, arrumamos tempo para comprar roupas, arrumar cabelo, maquiagem, postar nas redes sociais, etc. Nestas ocasiões, o tempo aparece, mas pra fazer o que é de obrigação pensamos: ai que coisa cansativa!

Isso é típico de quem não se planeja. Quem não organiza os pensamentos. Quem não impõe metas a si mesmo. Quem não sabe aonde quer chegar.

Sempre é tempo de nos transformarmos em pessoas mais prósperas, precisamos, no entanto, transmutar essa energia que nos cega e acorrenta os nossos pés.

Além de boa vontade e de determinação para mudar, existem 4 ações muito eficazes para esta correção:

A primeira delas, é se conhecer. Descubra em que horário você rende mais. Em que horário você pensa e decide com mais clareza. É pela manhã? À tarde? À noite? De madrugada? Você precisa descobrir em que momento consegue tirar mais proveito do que precisa ser feito.

A segunda ação, é estabelecer prioridades. Mas só conseguirá isso se enumerar todas as suas atividades do dia. Vamos. ENUMERE! Não pense na ordem agora, pense no que tem que ser feito. Depois disso feito, o próximo passo é priorizar. E fazer; coisa por coisa! Se ficar só olhando para lista que fez, nada vai mudar.

A terceira ação, é estabelecer prazos. Prazos curtos que lhe obrigue a realizar o que precisa ser feito.

E o quarto passo é começar a fazer. Imediatamente!

Organizar-se é uma das tarefas mais difíceis que alguém pode fazer, porém, depois que consegue, tudo que vem já vem se encaixando nos moldes dos afazeres.

Quem procrastina sente culpa, peso, dor, vergonha.

Quem se organiza, sente paz. E transforma tudo mais leve ao seu redor.

Que na próxima edição eu te encontre em paz.

Krishnaya

Revisão: Sílvio Carvalho


#krishnaya

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020