• Tendência Inclusiva

EM BUSCA DA FELICIDADE!


É fato que não existe fórmula ‘mágica' para alcançar a felicidade plena e constante, não existe um estalar dos dedos. Ser feliz reflete o quanto você consegue ser estável.

Vamos dimensionar com esta simples pergunta: Durante este ano você teve mais conflitos do que tranquilidade? Faça uma mesa redonda consigo mesmo e avalie.

Sabemos que os componentes emocionais bem-ajustados auxiliam a boa construção de si e do modo particular de ver e sentir a vida. A validação dos bons sentimentos, os registros vivenciais bem armazenados, os estímulos mais positivos desde a infância e a parte hormonal organizada podem sim contribuir para que você se sinta mais feliz em sua escala vivencial.

Somos seres individuais e únicos. Similaridades entre histórias de vida e momentos vivenciados podem até existir, mas cada um vivencia suas dores e conquistas de forma singular. Muitas vezes refletimos sobre a razão de muitas pessoas passarem por momentos conturbados na vida e ainda assim conseguirem demonstrar paz e felicidade. Da mesma forma, demonstramos curiosidade de saber a razão que leva alguns a não conseguirem obter força e equilíbrio diante do que vivem e as vezes diante de situações menos conflituosas. Em suma, relacionamos sim com as construções subjetivas de cada um e em muitos casos precisam de ajuda externa. Quero falar aqui sobre o lugar ocupado, que vejo sempre como possibilidades de ser e estar > de realizar e mudar.

Ainda que um indivíduo não conte com os estímulos essenciais, a presença da família e o afeto adequado, ainda assim é possível mudar de lugar. A essa pessoa é permitido sobressair e dar um revés à própria história. O ser é um processo dinâmico e indescritível. Superar é um maravilhoso dom. É uma dádiva.

Estar perto de pessoas com valores e um bom olhar sobre a vida inspira e motiva àqueles que são obrigados a transpor obstáculos. É importante para aqueles com viés fortemente negativo se aproximar daqueles que fornecem um bom referencial, que transpira alegria, positividade e possui brilho nos olhos que saltita e refrigera a alma. Em artigo, o estudioso do comportamento humano Paul Dolan aponta: "cidadãos felizes são mais produtivos, mais saudáveis, mais fortes, mais sociáveis, ajudam mais os outros e vivem até seis anos mais que os infelizes". Essa é uma opinião da qual eu partilho e te convido para refletir. E a tal felicidade? Bem, ela caminha com a estabilidade, principalmente quando ativamos o maior número de áreas vivenciais possíveis. Tenha uma boa sintonia entre suas escolhas e as áreas socioafetivas.



Angélica Falci é Psicóloga Clínica, Especialista em Saúde Mental/ Psicopedagogia. Foi gestora de Recursos Humanos na empresa SemeaRH, realizou atendimentos públicos na área de Saúde Mental e atualmente atende em clínica particular. Articulista de Revistas realiza seu trabalho em prol de um melhor trânsito a vida.

http://www.cliqueemocional.com/

angelfalci@hotmail.com

#angelicafalci

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020