• Tendência Inclusiva

VIDA EM ABUNDÂNCIA.


Quando foi inaugurada em Belo Horizonte uma churrascaria 5 estrelas e eu ainda me deliciava com carnes, levei as meninas para um almoço no lugar da hora.

Assim que escolhemos uma mesa, mais discreta obviamente, encontro uma senhora, amiga da família.

Mesmo gentil nos cumprimentos foi impossível não perceber seu espanto ao ver Beatriz frequentando um lugar daqueles. Visivelmente incomodada, me pergunta se é aniversario dela, já que aniversariante não paga.

Aproveitei o espanto e para deleite do garçom, pedi a iguaria mais fina do momento: um enorme palmito com calda de maracujá. Lógico que a menina não gostou, mas eu me diverti com o olhar da senhora decadente e fútil, que ainda se sentia proprietária da Casa Grande.

O movimento inclusivo já começará dar sinais de que viera para ficar, mesmo timidamente embora o preconceito imperava. Estava presente no turbante bonito da negra, na cadeira de rodas da moça com o namorado musculoso, no casal gay com seu filho recém adotado, na criança especial que come carne de qualidade, em churrascaria classe A, nas escolas que teimavam dividir o seu espaço entre os

"normais" e os "não normais".

Dez anos se passaram e muito pouca coisa mudou. Mas nossa voz cresceu, multiplicou e em 2017 ecoará mais alto ainda. Para que todos tenham vida. E vida em abundância.


Ouça a leitura do texto acima com Viver Eficiente!



Odette Castro é designer de festas, mãe de Laura publicitária com 32 anos de idade e Beatriz com 28 anos que tem Síndrome Rubistein Taybi. Autora do livro Rubi, onde conta o cotidiano com as filhas e divulga a inclusão através das palavras em sua página FALE CERTO no facebook.

https://www.facebook.com/falecerto

odettecastro@gmail.com

#odettecastro

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020