• Tendência Inclusiva

DIFERENÇA ENTRE DIFICULDADES E TRANSTORNOS DE APRENDIZAGEM


Entende-se por dificuldades de aprendizagem como sendo um conjunto de variáveis que se manifestam pontualmente em variadas fases da vida durante o processo de construção do conhecimento, principalmente na infância. Essas variáveis são caracterizadas por uma dificuldade na aquisição e uso da escuta, fala, leitura, escrita, raciocínio ou habilidades matemáticas. É importante ressaltar que, embora existam semelhanças, as dificuldades de aprendizagem se diferenciam dos transtornos de aprendizagem, sobretudo quanto ao tratamento. As dificuldades de aprendizagem, muitas vezes, podem ser amenizadas e até mesmo solucionadas com mudanças de hábitos, de postura (comportamento) do aluno e do professor e treinos específicos, nesse caso a dificuldade se relaciona com uma defasagem escolar. Os transtornos de aprendizagem por sua vez, são disfunções neurobiológicas, de origem genética, com a região pré-frontal do cérebro que é responsável pela capacidade de planejamento, organização, atenção e memória, sequenciações, identificação de padrões, entre outras. Dificuldades de aprendizagem mais comuns, que podem ser tratados com treinos específicos e mudanças de hábitos.

  • Dificuldade para leitura (silábica).

  • Erros ortográficos.

  • Erros de concordância.

  • Interpretação textual comprometida.

  • Falta de interesse com conteúdos específicos.

  • Trocas silábicas.

Transtornos de aprendizagem, que são disfunções onde o indivíduo tem um processo de aprendizagem fora dos padrões convencionais e precisam de acompanhamentos e adequações específicas.

  1. Transtorno do Déficit de atenção (TDA)

  2. Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

  3. Discalculia.

  4. Dislexia.

  5. Disortografia.

  6. Disgrafia

A importância do diagnóstico e os encaminhamentos necessários

Quanto ao diagnóstico, é importante que ele seja realizado multidisciplinarmente, já que as dificuldades apresentadas fazem parte de uma construção da fala, leitura e escrita, e variáveis como questões sociais, biológicas, cognitivas e intelectuais. Para isso, os profissionais envolvidos precisam ser especialistas nesses aspectos.

Precisa de ajuda?

Entre em contato com a escola, se informe das dificuldades apresentadas em sala de aula, procure um psicopedagogo e se oriente sobre os encaminhamentos necessários.

Referências Bibliográficas

CIASCA, S. M. (org.) Distúrbios de aprendizagem: proposta de avaliação interdisciplinar. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003, 220p.

MOOJEN, S. M. P. Caracterizando os Transtornos de Aprendizagem. In: BASSOLS, A. M. S. e col. Saúde mental na escola: uma abordagem multidisciplinar. Porto Alegre: Editora Mediação, 2003.

Site: www. neurosaber.com.br – Acesso em 10/03/2018



Tatiane Teixeira Alves é Socióloga, formada pela Universidade Católica de Minas Gerais. Pós graduada em Psicopedagogia Clínica, Educação Inclusiva e comunicação Assistiva pela Universidade Cândido Mendes . Sócia fundadora da Assistiva – Acompanhamento Educacional especializado que oferece o apoio pedagógico para pessoas com necessidades educacionais específicas, sob a premissa de que “Se uma criança não consegue aprender da maneira que está sendo ensinada, é preciso mudar o método de ensino para que ela aprenda”.

www.facebook.com/assistiva.acompanha

assistiva.acompanha@gmail.com / tatianeteixeira01@yahoo.com.br

#tatianeteixeiraalves

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020