• Tendência Inclusiva

SUA DECISÃO TEM PREÇO OU TEM VALOR?

Atualizado: 21 de Jun de 2019


Que dia é hoje?

Viu só quanto tempo já passou do dia 01/01?

Colocou todas as suas promessas, os seus projetos do ano novo, em ação?

Não? Mas elas não eram importantes pra você?

Identifica o que faltou para iniciar a nova estrada?

Sim sim, você acertou... foi força de vontade e propósito. Mas ainda há tempo.

Gosto muito das parábolas, elas são sempre muito atuais e se encaixam em qualquer época. Tem uma que diz mais ou menos assim “Confie em Deus mas amarre o seu camelo, pois Ele não tem outras mãos que não as nossas, para realizar o que queremos.”

Agora vamos interpretar isso.

Toda vez que pedimos algo para Deus, ou para o Universo, ou para o Sagrado, estamos lidando com a nossa força interior. E se pedimos, vamos receber. Mas se não fizermos nada, não vamos receber o que pedimos, virá o contrário. Mas então Deus nos punirá? Claro que não! Se não jogamos a semente ao solo, como o Universo virá conspirar diariamente o nosso propósito para que ele se realize?

Fica fácil colocar a culpa no Universo. Difícil é sair da zona de conforto.

Há 18 anos atrás, quando peguei a minha primeira formação dentro da área Holística/Complementar/Integrativa, olhei para mim e observei quem estava iniciando um novo caminho.

Encontrei uma pessoa determinada, muito bem preparada para dar um primeiro passo com segurança, alguém muito bem relacionada e isso atrairia o início da carteira de clientes, mas na observação notei algo que não combinava em nada com isso: eu fumava. Há 23 nos. Dois maços ao dia. Como que alguém que vai cuidar do equilíbrio da saúde do outro contamina a si própria?

Problema resolvido, martelo batido, parei de fumar naquele momento. Sem alarde, sem propaganda, sem bandeira hasteada para que todos vissem. Era simplesmente um acordo entre eu>comigo. Por determinação. Sem crises de abstinência. Sem sofrimento. Sem dor.

Qual o motivo disso? Naquele momento eu tomei uma decisão. Não fui forçada, apenas me determinei me dando um voto de saúde. E foi um caminho de redescobertas. Notei que comia coisas que não gostava pois não sentia o gosto antes. Notei que bebia coisas que me enjoavam pois não sentia o gosto antes. Comecei a notar que meus cabelos estavam com muito mais brilho. Minha pele muito mais sedosa. As pessoas começavam a sentir mais a qualidade de vida em mim.

Revi todos os produtos, cada um com sua fragrância e que antes não sentia a guerra que isso causava por só sentir o cheiro do cigarro: shampoo, condicionador, desodorante, óleo pós banho, cremes hidratantes para isso e para aquilo, e me senti dentro de um caldeirão fervente. Agora eu tinha olfato!

Tudo resolvido: produtos sem perfume, e um perfume de qualidade daqueles discretos que se coloca uma gota de manhã e ao final do dia ainda se faz presente com toda a sua delicadeza.

Quanta coisa foi mudando ao meu redor. E tudo isso por conta de uma simples DECISÃO.

Mas isso foi apenas um exemplo que eu trouxe, das tantas constatações que já tive ao longo da vida, por cumprir uma palavra dada a mim mesma, afinal, como ensina outra parábola:

Uma mãe levou seu filho ao Mahatma Gandhi e implorou:

- “por favor, Mahatma, peça ao meu filho para não comer açúcar”.

Gandhi, depois de uma pausa, pediu:

- “me traga seu filho daqui a duas semanas”. Duas semanas depois, ela voltou com o filho.

Gandhi olhou bem fundo nos olhos do garoto e disse:

- “não coma açúcar”. Agradecida – mas perplexa – a mulher perguntou:

- “por que me pediu duas semanas? Podia ter dito a mesma coisa antes!” E Gandhi respondeu:

- “há duas semanas atrás, eu estava comendo açúcar”.

Se você pediu ou prometeu e já iniciou com firmeza o seu propósito, parabéns!

Se você está procrastinando o seu colocar em prática, cabe uma reflexão: se você não está cumprindo uma palavra (promessa/propósito) que deu para si mesmo, que peso tem a sua palavra frente a vida?

Medite sobre isso: primeiro é o pensamento, depois a palavra, depois a ação.

Esta é a ordem: objetivar, determinar, agir.

E se essa for uma dificuldade que você tem, de se enfrentar, de tomar decisões e cumprir, de procrastinar, saiba que existem terapias Florais muito eficientes para isso.

Feliz ano novo para você!

Que na próxima edição eu os encontre em paz!

Krishnaya



Krishnaya é Terapeuta Holística com especialização em Acupuntura, Auriculoterapia, Acupuntura sem Agulhas, Massoterapia com Especializações, Numerologia, Radiestesia, Mesa Radiônica Espiritual, Mestre em Reiki em diversos Sistemas, Medicina Tradicional Chinesa, Metafísica, Mantras e Meditação, além de outras formações dentro da área Holística, Alternativa e Complementar. Atua em atendimentos e Cursos Livres no modo online e presencial, além de palestras e Work Shops com Vivências de Coaching Holístico.

www.krishnaya.com

krishnaya@krishnaya.com

#krishnaya

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020